segunda-feira, julho 07, 2008

Um mundo de oportunidades

Há dias que ando com a ideia na cabeça...
No entanto ainda não me dei ao trabalho de assentar, puxar de uma folha A3 e começar a desenhar o boneco.
Pois bem, começo a encontrar e a tropeçar em exemplos a acrescentar ao tal boneco.
.
O petróleo tem subido e continua a subir. Tomemos como um dado adquirido que nos próximos 12 meses o petróleo continua a subir e chega, digamos, aos 210 dólares. Um factor de incerteza que também podemos considerar é um provável ataque às instalações nucleares iranianas. A acontecer ainda reforçará mais o cenário de aumento do preço do petróleo.
.
Podemos fazer alguma coisa para contrariar o aumento do preço do petróleo? Julgo que não!
.
Então, nesse cenário o que podemos fazer?
.
Podemos todos procurar ser mais eficientes! OK. Mas ser mais eficiente apenas significa poupar, não significa ganhar!
.
Como podemos ganhar, como país, nesse cenário?
.
Distância vs proximidade.
.
Com o petróleo cada vez mais caro o factor transporte terá um peso cada vez mais determinante. Como podemos aproveitar a proximidade?
.
A Wal-Mart esse tubarão do preço-baixo já percebeu a tendência, "Wal-Mart branches out into locally grown produce" ou "Buy Local". Como reagirão as cadeias de distribuição europeias? E em Portugal? E isto é para a agricultura, e o resto? E para os têxteis?
.
"The story is the same in other industries, as textile firms attest.
.
"We are feeling that there is a movement in this direction," of "returning," Silvia Jungbauer from the industry's federation in Germany told AFP.
.
"Geographical proximity is playing a predominant role again, quality too," Jungbauer said, and most importantly "cost in China have risen sharply in recent months.
.
"Wages for Chinese workers are going up and up, and oil prices above 140 dollars a barrel are also making it significantly pricier for container ships full of teddies and radio-controlled mini-helicopters to sail around the world.In the past year alone, the cost of producing in China has risen 30 percent, estimates Reinhard Doepfer from the European Fashion and Textile Export Council.
.
Apart from Chine, "Albania, Macedonia and Serbia-Montenegro are the hot topics for German industry," Doepfer said.
.
"(But) I can't see production coming back to Germany, no way.
.
"Indeed Steiff is not moving back to Germany, but to Portugal."
.
Em vez de olharmos para o copo meio-vazio, podemos olhar para a alta do preço do petróleo como uma oportunidade para a produção nacional. Só que quem passa a vida a queixar-se, é corroído, dilacerado, esmagado pelo lado negativo, nem tem tempo, nem espaço mental para o mundo de oportunidades que podem ser aproveitadas, criadas, forçadas.

2 comentários:

Teresa disse...

Meu Deus, como se levanta cedo.
Eu vou agora dormir.
A cotovia e a coruja!!!

Jose Silva disse...

Caro Carlos,

1. Procure por «end of suburbia» no youtube para perceber as implicações no desenvolvimento urbano do peakoil;

2. Este ano, o custo de contentores da ásia para a europa já subiu 35%. A proximidade está de facto de volta. Assuma agora que o Euro desaparece... O Norte industrial via ganhar novamente competitividade com a actual crise. Vamos voltar aos anos 80...

Mais uma razão para apostar na logística de transportes a Norte, nomeadamente no upgrade da linha do Douro para mercadorias (custa N vezes menos do que 50 km de auto-estrada) e intermodalidade com os porto de Aveiro, Leixões e Viana.