terça-feira, fevereiro 14, 2006

Balanced Scorecard - concentrar uma organização no que é essencial


Acaba de sair o nosso livro "Balanced Scorecard - concentrar uma organização no que é essencial".

Nos tempos que correm, as organizações, sujeitas a um ritmo competitivo sem precedentes, têm de desenvolver estratégias ganhadoras, sintonizadas e alinhadas para atrair e satisfazer clientes-alvo concretos. Não podem pensar que têm capacidade para satisfazer todos os tipos de clientes, alguns com exigências contraditórias entre si. Há que decidir e fazer opções, há que ser capaz de alinhar, sintonizar e mobilizar a organização numa estratégia ganhadora.
Assim, esta obra começa por demonstrar a necessidade de uma organização ter uma estratégia, ilustra os perigos de não fazer opções e procurar satisfazer todos os tipos de clientes, depois, desdobra em etapas, sucessivamente mais concretas, uma cadeia de relações lógicas e racionais: uma estratégia, um mapa da estratégia, indicadores e metas, iniciativas estratégicas, modelação de organizações recorrendo à abordagem por processos, monitorização e decisão.
Tudo sintonizado e alinhado graças ao Balanced Scorecard.
Uma obra que aspira a exemplificar como se pode fazer dum sistema de gestão uma máquina de combate, uma máquina de guerra, capaz de maximizar o seu potencial competitivo.

10 comentários:

Rocky disse...

Very nice. I will give you an advertisement.

pirueta disse...

Uma velha professora reformada, completamente tótó em coisas integráveis no chamado "choque tecnológico", vem, por este meio, dizer-lhe que a senhora sua Mãe deve sentir-se muito orgulhosa de si. O que mais me tocou no seu trabalho é o evidente entusiasmo que põe naquilo que faz. Parabéns! Nunca se deixe vencer pela mediocridade, seja um Vencedor! Pirueta

Helder disse...

Não conhecia o blog e comprei o livro assim que saiu. Esta a ser um prazer lê-lo e suspeito que sera uma enorme ajuda. Muito obrigado.

C.P. Leite da Silva disse...

Este é, para mim, o livro mais inteligentemente escrito e mais esclarecedor sobre sistemas de gestão.
Ouvi, de um auditor da qualidade, a expressão correctíssima: "o difícil é fazer coisas simples, descomplicadas".
Depois de ler Balanced Score Card -fruto de um encontro casual na Bertrand - percebi que talvez seja difícil fazer coisas simples porque, em matéria de qualidade, dificilmente se encontram explicações simples e descomplicantes.
Destaco aqui um excerto do livro: ..."organigrama e processo são abordagens quase que antagónicas,pois um representa poder enquanto outro representa acção"..."os intervenientes num processo estão também integrados numa estrutura hierárquica com os seus objectivos próprios. É muito fácil os objectivos do departamento sobreporem-se aos objectivos do processo, apesar de que o que cria valor para a organização, são os processos, não os departamentos"..." Normalmente, um processo, quando nasce, nasce concentrado no seu propósito, sendo enxuto, agressivo, mobilizador, mas rapidamente tem tendencia a começar a complicar-se, a introduzir acrescentos e mais acrescentos, todos introduzidos por uma boa razão, mas que acabam por desfocar o processo da sua finalidade, e desviar as atenções para o acessório, para o enriquecimento da função, ou do departamento, à custa do todo."

Recordo, julgo que muito a propósito, as palavras de Edwards Deming "Não se gere o que não se mede, não se mede o que não se define, não se define o que não se entende, não há sucesso no que não se gere".

Parabéns pelo entusiasmo e inteligência com que escreveu o seu livro.
Continue a fazer coisas difíceis de forma simples.

Eduardo disse...

Comprei o livro à cerca de 1 ano, muito bom!!! por mero acaso (não há acasos!!!) estamos hoje a trabalhar num projecto, GRANDE EQUIPA! E QUE ENORME AJUDA!A REFLEXÃO, A DISCIPLINA, O ENTUSIASMO E O PROFUNDO CONHECIMENTO QUE TEM DE TODAS ESTAS MATÉRIAS!! um privilégio trabalhar consigo!! merecidas férias para todos nós em SET voltamos mais determinados que nunca! VIVA O CORPORATE!

Cláudia disse...

Há pessoas que se destacam pela capacidade de apoiar e pela atenção que dão os outros mesmo sem os conhecer de lado nenhum. Conto consigo para terminar esta árdua tarefa a que chamo ... doutoramento.

Klaudinha disse...

Bom, como a minha homónima muito bem soube dizer, mesmo sem nos conhecer à pessoas que nos ajudam de sobremaneira.
Eu não conheço o livro mas vou adquiri-lo porque o Blog eu fiquei a conhecer e tem-me ajudado imenso para o trabalho que estou a fazer.
Tem sido um ponto de referência para mim, este blog.
Da minha parte e penso que da parte de todos a quem sem o saber tem ajudado o meu/nosso muito obrigada.

Mário de Sá Peliteiro disse...

Onde posso comprar o livro?
Obrigado

CCz disse...

O livro, a última edição, encontra-se à venda nas livrarias, nas prateleiras de Gestão.
.
Em alternativa, pode ser encomendado na internet à editora Vida Económica.

Mário de Sá Peliteiro disse...

Muito obrigado. Vou procurar.