sexta-feira, novembro 30, 2007

Só pode estar a brincar

Só pode estar a brincar, só pode estar a brincar, só pode estar a brincar...
Portugal é um pequeno país, senão o homem tinha gerado manifestações de protesto contra o desplante.

A Índia é um país em que mais de oitenta por cento dos seus habitantes são hinduistas. A religião hindú considera as vacas como animais sagrados. Os hindús não comem carne de vaca e ponto.

Que exemplo é que o ministro Pinho arranjou para exemplificar as barreiras que existem quanto às exportações europeias para a Índia? É verdade, ele teve o desplante...
"Pinho sabe, no entanto, que continuam a existir muitos bloqueios ao investimento estrangeiro na Índia e na China. Não apenas pautas aduaneiras que sobrecarregam os produtos, mas também outras barreiras técnicas ou até embargos. Por exemplo, a carne de vaca europeia ainda não pode entrar na Índia devido à doença das vacas loucas, apesar de o foco estar controlado há muito tempo."

Weird stuff. Weird, weird, weird...

Muita há a dizer sobre este artigo no Diário Económico de hoje "“Se a Índia é emergente, vocês na Europa são submergentes”", mas esta afirmação ... alguém que conheça o ministro que lhe faça chegar um esquema da metodologia CAGE, no livro de aqui falei (ver figura 2 na página 13 deste texto).

4 comentários:

aranha disse...

Na minha escola (hehe) quando se fala em avaliar o ambiente externo, é um "toca a enumerar" os indicadores macro-económicos. Quais PNUDs, quais CAGEs, quais apreciações culturais?...
PIBs e endividamentos dos países, isso é que é importante...
Depois, claro, querem vender carne de vaca aos indianos...
Em suma, puxando a coisa do nível dos Ministros para um mais próximo do meu, só espero que estes formados pós-Bolonha acabem a trabalhar nos meus concorrentes! (e de preferência na gestão, com poder de decisão - isso é que era!...)

CCz disse...

"acabem a trabalhar nos meus concorrentes!"

mauzinho!!!

Anónimo disse...

"Só pode estar a brincar" o Carlos Pereira da Cruz!
20% de Indianos são 230 Milhões de consumidores!
Mais do que o conjunto da Inglaterra, França, Alemanha e Polónia!
Qualquer empresa quer um mercado deste tamanho. O problema talvez seja o poder de compra destes 230 milhões.
RJ

CCz disse...

Imagine um ministro de um país europeu, capaz de chamar a atenção das primeiras páginas dos jormais indianos.
.
Imagine o correspondente secretário de estado norte-americano.
.
Imagine que um deles fazia o mesmo tipo de discurso. Acredita que não se passaria nada?
.
O ministro não tinha outro exemplo, outra prioridade a que se agarrar para demonstrar o seu ponto?