sexta-feira, setembro 25, 2015

Porque persistimos no obsoleto

Quando penso no Estranhistão visualizo logo esta evolução:
Na evolução de um mundo com um único pico, um mundo onde todas as empresas num mesmo sector competiam da mesma forma pelo BIG HIT, para um mundo com n picos, com n hipóteses de competição.

E penso nas empresas que, conscientemente ou não, têm estratégias baseadas na competição pelo BIG HIT, estratégias que há muito tempo passaram o seu prazo de validade mas que continuam a ser seguidas porque no passado resultaram.

Recomendo a escuta desta comunicação de Freek Vermeulen sobre as tradições e a sua persistência para além do prazo de validade:




2 comentários:

João Pereira da Silva disse...

Essencial o vídeo.

CCz disse...

Interessante o percurso que ele nos leva a percorrer até à experiência dos macacos, para nos revermos, sem apelo nem agravo, na situação.