quarta-feira, junho 18, 2008

Tirem-me deste filme

Ao rever a documentação para uma acção de formação que vou realizar na próxima semana, dei comigo a pensar neste esquema e a ver nele a reacção dos pescadores, dos camionistas, dos agricultores, ...
A figura resulta da identificação inicial de oportunidades e ameaças num exercício SWOT, para uma empresa que fabrica materiais para a indústria da construção e obras públicas.
Recolhemos as ameaças que a empresa elegeu e procuramos estabelecer relações de causa-efeito entre elas.
.
A imagem ilustra o rolo compressor que as empresas deste sector estão a sofrer numa altura como a que vivemos.
.
À deterioração do mercado nacional, que já tem mais de 7 anos, associou-se no último ano o descalabro do imobiliário espanhol. Assim, as empresas sofrem um aperto duplo, por um lado uma competição feroz dos concorrentes, o que leva a uma redução dos preços para ganhar encomendas. Por outro lado, uma pressão da parte dos clientes, em busca de uma proposta mais interessante.
.
O que é que uma empresa como a que estamos a analisar pode fazer?
.
Impotência total...
.
Aperto de um lado, aperto do outro... nº de encomendas a baixar, facturação a baixar, matérias-primas a subirem de preço, custos a aumentarem, concorrentes cada vez mais desesperados, clientes com cada vez mais poder negocial.
.
Como sair daqui? Como sair daqui? Como sair daqui?

3 comentários:

Duck disse...

sim! como sair daqui?

Duck disse...

Na minha prematuridade habitual, coloquei esta questão sem me aperceber que já estava afixada o decorrer de uma resposta.

My humble apologies.

CCz disse...

Hi duck!